Item de NotíciaCelebrações do 12 de outubro: Os Raelianos protestam em frente de Monumentos a Colombo e diante das Embaixadas de Espanha
(Categoria: Press Release)
Postado por french
Segunda 10 Outubro 2016

Enquanto que alguns países das Américas estarão celebrando o Dia da Raça, da Hispanidade ou de Colombo, os Raelianos protestarão em frente das estátuas de Cristóvão Colombo e das embaixadas de Espanha como apoio aos Nativos Americanos que foram massacrados, advogando também, deste modo, a favor de uma verdadeira descolonização.

Numa entrevista recente acerca do que seria uma autêntica descolonização da América Latina, Rael, o líder espiritual do Movimento Raeliano, explicou que a celebração do Dia de Colombo, Dia da Raça ou da Hispanidade constitui um insulto às vítimas dos múltiplos genocídios que tiveram lugar neste continente. “É uma vergonha que se celebre desta forma gloriosa o 12 de outubro, já que se trata, nem mais nem menos, da celebração do extermínio de 100 milhões de nativos americanos. Continuamos de luto com o genocídio de 6 milhões de judeus europeus, enquanto que a mortandade de 100 milhões de nativos americanos é motivo de celebração. Não será isso algo profundamente abjeto? Em lugar de celebrações, é necessário que se reflita sobre a história da destruição dos povos nativos, as violações, os saques.”

“A crescente tendência em negar-se a celebrar o 12 de outubro por parte de certos países e inclusive alguns estados ou municípios norte americanos é fantástica, mas não é suficiente” declara Rael. “Chegou a hora de lançar uma ampla campanha de descristianização que promova a apostasia das populações indígenas que ofendem os seus antepassados ao praticarem a religião dos seus colonizadores. A isso se acrescenta a des-europeização, ou seja, a rejeição do que provêm dos europeus [e dos seus descendentes estadunidenses], como por exemplo o seu vestuário e nomes […]”

“Uma verdadeira descolonização do continente latino-americano inclui uma descolonização religiosa”, explicou Rael. “Antes da colonização não havia cristãos na América do Sul nem em África, onde se praticavam religiões encantadoras ligadas à natureza e que respeitavam o meio ambiente. Estas foram arrasadas por esta religião sangrenta, a religião cristã e em particular a Católica, que, pelos vistos, contribuiu à escravatura dos autóctones. É terrível que isto continue!”

“A descolonização deve também ser económica com a devolução do ouro e dos tesouros roubados, sobretudo pela Espanha e Portugal; deve incluir a adoção de um idioma comum, uma moeda única, um exército federal continental.”

Rael também acrescentou que o exército Latino-Americano deverá dotar-se da bomba atómica. “Se os EUA podem ter 10 000 bombas atómicas ou mais, aos outros países também se deve autorizar que as possuam. Se eles o consideram como demasiado ameaçador, então destruam o seu próprio arsenal nuclear. Se tal não acontecer, então não deveria ser proibido aos demais países que tenham as suas.”

Em 2004, Rael nomeou o que era na altura o presidente da Venezuela, Hugo Chávez, de Guia Honorário pelo seu apoio aos que denunciavam os horrendos genocídios e outros crimes cometidos pelos europeus durante a colonização das Américas. Denunciando o propósito deste feriado tradicional conhecido como o Dia da Raça ou da Hispanidade, Chávez declarou que deveria passar a ser o Dia da Resistência Indígena em homenagem aos habitantes autóctones. Rael também nomeou o presidente do Equador, Rafael Correa, de Guia Honorário por se enfrentar contra as autoridades europeias e americanas ao oferecer asilo político a Julian Assange. E também frequentemente felicitou o presidente boliviano, Evo Morales, entre outras coisas, pela sua promoção das religiões originais da Bolívia. “A igreja Católica está a extinguir-se na Europa e agora apenas conta com o dinheiro dos pobres da América Latina para sobreviver. É hora de deter esta hemorragia de riquezas para a Europa e Estados Unidos. Todos os países colonizados devem unir-se e juntos levar a cabo uma autêntica descolonização.”



Esta notícia é de Site de Imprensa Raeliano
( http://pt.raelpress.org/news.php?extend.69 )